15 de jan de 2014

SORRISO FORA DO ESTADUAL

Cuiabá, MT, 15 (AFI) – A verdadeira palhaçada que se tornou o Campeonato Mato-Grossense após a desistência do Vila Aurora aumentou ainda mais nesta quarta-feira. Inconformado com uma disputa que permite que os quatro clubes do Grupo A já entrem na competição classificados, o presidente do clube, Celso Kozak, encaminhou um ofício à Federação Mato-Grossense pedindo licenciamento do estadual deste ano.
 Confira! 
A desistên do Sorriso havia sido noticiada com absoluta exclusividade peloPortal Futebol Interior na última semana, mas a Federação do Mato Grosso tentou disfarçar, iludindo a imprensa local que o Sorriso continuaria na competição. Dito e feito, nesta quarta-feira o Sorriso anunciou sua desistência por falta de dinheiro, embora o presidente da Federação, Carlos Orione, receba uma mesada de R$ 100 mil da CBF.
Em princípio, o Campeonato Mato-Grossense teria onze clubes divididos em dois grupos. O Grupo A seria formado por Cuiabá, Cacerense, Rondonópolis, União Rondonópolis e Vila Aurora. O Grupo B formado por Luverdense, Mixto, Mato Grosso, Sorriso, Operário e Sinop. Alegando não ter condições financeiras para montar um elenco, o Vila Aurora pediu licenciamento da competição a uma semana do início e, assim, provocou toda a confusão.
Celso Kozak pediu licenciamento do Sorriso da competição
Como o Estatuto do Torcedor não permite uma mudança na tabela e no regulamento restando 60 dias para o início do campeonato, a FMF não pode passar clubes de um grupo para outro, ou seja, Cuiabá, Cacerense, Rondonópolis e União Rondonópolis já entram na competição classificados para a próxima fase, gerando ira nos demais clubes.
O Mato Grosso já ameaçou deixar o campeonato. Segundo o presidente do clube, Ezequiel Rosa, caso a competição mantenha o mesmo regulamento, ele conversará com os jogadores para decidir se permanecerá ou não na competição. Com a desistência do Sorriso, caso o Mato Grosso também se licencie, todos os clubes já entram no campeonato classificados para a próxima fase. Uma verdadeira farra.
Federação cruza os braços
Enquanto os clubes lutam para manter o Campeonato Mato-Grossense no mínimo respeitoso, a FMF, presidida por Carlos Orione cruza os braços e não se movimenta na procura de ajuda. Além de não conseguir um patrocinador que ajudaria na renda dos clubes (Atualmente são repassados apenas R$ 45 mil para cada clube), ela ainda se rende as ameaças do Cacerense de acionar o estatuto do torcedor caso o regulamento seja alterado.

Quem paga a grande “farra” é o próprio Estado, que terá o campeonato estadual mais desorganizado do país, com todos os clubes disputando uma Primeira Fase já sabendo que estarão classificados para as quartas de final.
O presidente do Sorriso, Celso Kozak, afirmou que pediu à Federação ao menos uma adiamento da 1ª rodada para que os clubes pudessem se organizar, mas o pedido não foi atendido. Daí a solução foi desistir da disputa.
Segundo a tabela divulgada pela FMF, a competição já inicia no próximo final de semana com rodada completa. Resta saber agora, com as saídas de Vila Aurora e Sorriso e a possível saída do Mato Grosso, como ficarão as partidas

Nenhum comentário: